A importância de seguir certos quereres matinais…

Acordar de pinto duro é uma boa experiência orgânica, mas relativamente comum. É o chamado tesão do xixi ou cousa que o valha. O que não é comum, entretanto, é acordar já pensando nas coxas dela. E não só nas coxas. Era a bunda, a xoxota, os pés, as mãos, o pescoço. Até os cotovelos, sempre esquecidos.

São dias como este que chamo de vitais demonstrações de instinto. E do instinto básico e primitivo mais salutar que existe. O do sexo. Acordar de pinto duro, deste jeito, e não pensar urgentemente em algum plano para comê-la era absolutamente impossível. De todas as maneiras que há de amar, como diria Chico Buarque, naquele dia haveria de encontrar o encaixe. Perfeito.

A tecnologia nos dá instrumentos importantes para planos infalíveis. Mandou, assim que acordou, mensagens inoportunas para o telefone móvel marcado na memória. Mensagens que descreviam línguas, coxas e o sexo dela, com pausas para encantamento e sabor no delicioso grelo daquele corpo encantado.

Obviamente alguma paquera é sempre indispensável. É sempre bom que o sexo venha acompanhado de ingredientes de bons galanteios. Flores para o escritório dela. Espetacularmente vermelhas.

Não respondeu às mensagens e aos telefonemas dela. Após o almoço mandou outro: “Esteja em casa, 20 horas.” Ela disse que iria se atrasar, mas que iria. Pontuou a resposta com um excitante “Vou, sem a menor dúvida.”.

Um bilhete na portaria do prédio, com a chave de casa dentro. No bilhete dizeres sobre como ela fica linda molhada, como a buceta fica sorridente com carinhos iniciais de línguas, dedo e leves encostares com o pau. De como os seios durinhos dela denunciavam nosso tesão.

Na sala, outro bilhete. “Estou no quarto, mas venha sem roupa.”. Na tela da televisão cenas de Nicole se despindo no filme de Kubrick, repetidas vezes. Cheiros de incenso e velas acesas. Mesa posta, vinho no balde.

A encontrou no corredor, no caminho do quarto. Nua e entregue. Treparam ali mesmo, em pé e no chão. Ela colocou a boca molhada salivando o cacete verdadeiramente ereto. Ela estava tão delicadamente molhada que foi impossível não sentir o sexo, as coxas e os dedos dela lambuzados, com os aromas certeiros do trepar. Gozaram, quase juntos, ao primeiro encontro dos sexos, febris.

Chegaram até a cama, alguns momentos depois. Acordar de pinto duro, desse jeito…

Anúncios

About this entry